Translate

Translate

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Encontrar-se na vida e com a vida

Nos braços do silêncio
calou do peito a aflição
de pétala em pétala, despindo-se
da pele surrada, despedida
o sol que testemunhou, ponderou
quis absolver
tanta culpa no olhar
não faz bem à alegria
a beleza de su'alma, ainda jovem
fonte de paz abundante
mas se escondida, esquecida
a solidão então se fez triste
destrutiva, aterradora
até que encontrado fora
o paraíso, o recanto
hoje, por companhia, verde vida
e a infinita calmaria faz feliz a solidão
e sentiu carinho, e sentiu amor
acarinhado pela vida
segue sem pressa, sem torpor.

Valéria Gomes 
(foto da internet)

9 comentários:

  1. Muito bonito, como sempre!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Belissíma poesia amiga Valéria!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Aprender a viver a vida é uma arte, muitos apenas passam por ela. Lindissimo poema.
    Bom domingo e uma excelente semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  4. Poesia pura. Será que estamos sonhando como o poeta?

    ResponderExcluir
  5. Amiga passei para desejar um bom restinho de domingo e uma excelente semana.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  6. Cada um de nós pode ser feliz na sua própria solidão...para isso é preciso apenas estarmos de bem connosco.

    ResponderExcluir
  7. Amiga deixei no meu cantinho um obrigado aos Amigos. É um miminho bem simples para agradecer a todos os Amigos que me acompanham pela estrada da vida e para lhes dizer como aprecio e admiro os seus blogs que são tão Especiais.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga passando para desejar um Bom domingo e uma excelente semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  9. Amiga Valeria: as minhas desculpas, por ter andado fugido mas os meus blogues sumiram da Google tive que criar outros. lindo poema adorei.
    Beijos.
    Santa Cruz

    ResponderExcluir

Venha confiar-me tuas palavras
Deixe-me envolver o teu pensar
Posso até tocar teu coração, mas
A tua presença, será como um abraço na alma.